REALIDADE DO SISTEMA CARCERÁRIO: ANÁLISE DA OBRA VIGIAR E PUNIR DE FOUCAULT DA CRIMINALIDADE E SEUS IMPACTOS NA SOCIEDADE

Autores

  • Beatriz Santos Barros uenp

Palavras-chave:

sistema carcerário, criminalidade, punição, direito penal

Resumo

A historiologia da formação do sistema das prisões contribuiu para criar a ausência de comprometimento estatal com a população carcerária, em que era proposto medidas violentas as pessoas que praticavam atos contrários ao estabelecidos socialmente. Dessa forma, o livro de Foucault estuda sobre os processos disciplinares da prisão ao longo da história e aborda os métodos punitivos que regulamentaram o sistema prisional, e como resulta demonstra que as formas de punição extintas de violência, ainda são muito recorrentes nas prisões e se perdurou de forma velada ao longo dos tempos. Dessa maneira, hodiernamente, a herança histórica ainda interfere no sistema prisional brasileiro causando a desumanização dos detentos, tendo, por conseguinte, a potencialização da criminalidade e o efeito inverso das propostas iniciais das prisões. Diante desses aspectos, se faz necessário a análise da perspectiva de Foucault para a implementação de medidas de soluções para a diminuição da criminalidade, tendo por conclusão, que o poder é plural e ele é um conjunto de ações como por exemplo a biopolítica da população, panóptico e o anátomo político do corpo, em que estes de fato conseguiram amenizar os efeitos malefícios da criminalidade no meio social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Santos Barros, uenp

Estudante de direito

Referências

A história das prisões e dos sistemas de punições. ESPN: escola de formação e aperfeiçoamento petnitencário,2010. Disponível em: http://www.espen.pr.gov.br/Pagina/historia-das-prisoes-e-dos-sistemas-de-punicoes.Acesso em: 10 de jan. de 2022.

PAULA, Mariana et. Al. A história carcerária e as possíveis causas da crise atual no Brasil. Congresso Paranaense de Ciências sociais, 2019. Disponível em: https://cresspr.org.br/anais/sites/default/files/A%20HIST%C3%93RIA%20DO%20SISTEMA%20CARCER%C3%81RIO%20E%20AS%20POSS%C3%8DVEIS%20CAUSAS%20DA%20CRISE%20ATUAL%20NO%20BRASIL.pdf .Acesso em: 12 de jan. de 2022.

Histórico das prisões. PJERJ: Poder judiciário do Rio de Janeiro,2015. Disponível em: http://gmf.tjrj.jus.br/historico#:~:text=O%20in%C3%ADcio%20do%20sistema%20penitenci%C3%A1rio,6%20de%20julho%20de%201850. Acesso em: 12 de jan. de 2022.

LOPES, Reinaldo. Saiba mais sobre o livro Vigiar e Punir de Michel Foucault. Guia do estudante,2017. Disponível em: https://guiadoestudante.abril.com.br/estudo/saiba-mais-sobre-a-obra-vigiar-e-punir-de-michel-foucault/. Acesso em: 13 de jan. de 2022.

GAULIA, Cristina. Vigiar e Punir – História da violência das prisões. Escola de magistratura do Rio de janeiro,2012. Disponível em: https://www.emerj.tjrj.jus.br/revistaemerj_online/edicoes/revista62/revista62_37.pdf.Acesso em: 14 de jan. de 2022.

PAIVA, Franceilde. Vigiar e punir: sistema prisional na visão de Foucault. Curso de filosofia da Universidade Estadual do Maranhão,2012. Disponível em: https://monografias.ufma.br/jspui/bitstream/123456789/1485/1/FrancileidePaiva.pdf .Acesso em: 15 de jan. de 2022.

NETO, João. Poder e punição em Michel Foucault. Universidade Estadual do Ceará,2007. Disponível em: file:///C:/Users/Beatriz/Downloads/poder.e.punicao.em.michel.foucalt[2007]%20(1).pdf.Acesso em: 20 de jan. de 2022.

DEPEN, Divisão de Comunicação Social. Segundo Levantamento do Depen, as vagas no sistema penitenciário aumentaram 7,4%, enquanto a população prisional permaneceu estável, sem aumento significativo. Departamento penitenciário nacional, 2021. Disponível em: https://www.gov.br/depen/pt-br/assuntos/noticias/segundo-levantamento-do-depen-as-vagas-no-sistema-penitenciario-aumentaram-7-4-enquanto-a-populacao-prisional-permaneceu-estavel-sem-aumento significativo#:~:text=Bras%C3%ADlia%2C%2020%2F12%2F2021, em%20dezembro%202020%2C%20para%20820. 689.Acesso em: 25 de jan. de 2022.

GHISLENI, Pâmela. O sistema penitenciário brasileiro e o princípio da dignidade da pessoa humana. Curso em graduação em direito Unijuí,2015. Disponível em: file:///C:/Users/Beatriz/Downloads/2540-Texto%20do%20artigo-17974-1-10-20150218%20(2).pdf.Acesso em: 13 de jan. de 2022.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: história da violência nas prisões. Petrópolis: Editora Vozes, 1975.

Downloads

Publicado

2022-11-10

Edição

Seção

GT3 O Direito através da literatura